terça-feira, 15 de janeiro de 2013

2013

Boa noite, Vietnã...

Férias merecidas e muito bem aproveitadas...
Aproveitei os minutos, os fins-de-tarde, as manhãs, as caminhadas, o sono...
Aproveitei com a alegria e a consciência de quem conhece Talavera Bruce, de quem passou por dias difíceis...
Foram 18 dias de "Aqui-e-Agora"... rsrsrs...
Eu não queria estar em nenhum outro lugar...
Eu queria estar exatamente onde estava, fazendo o que eu fazia todos os dias...
Nem mais, nem menos...
Dormia muito tarde... acordava cedo...
Tomei minha deliciosa Malzebier... água-de-coco na praia...
Senti a energia do mar... mergulhando... admirando... meditando... caminhando...
Joguei conversa fora... uma delícia... rsrs...
Senti o lugar que eu estava... cada lugar...
Saboreei doces... tomei meu suco de laranja com gominhos no lugar mais charmoso do mundo... rsrs...
Fiz novos amigos... reencontrei amigos de infância...
Passei calmamente pelas ruas de Peruba City com o Fom-Fom... uma delícia...
Curti a preguiça... o ócio... sem nenhuma culpa...
Curti as lembranças...
Respirei fundo...
Fotografei tudo na minha memória...
E a cada lembrança de Talavera Bruce ou de alguma outra lembrança ruim, mais eu ficava "ali"... naquele momento...
Levei uma mala só de sandálias... Usei só um chinelinho os 18 dias... rsrsrs...
Entreguei meu corpo para o Astro-Rei... rs... um vício, sempre!!!
Tomei a última chuva do ano... deixei que lavasse toda a mágoa, a tristeza, os medos...
Sorri muito... e a cada sorriso ou som da minha risada, eu recordava as lágrimas, a solidão, o calor de Talavera Bruce, o desrespeito, a traição, a expulsão, as tristezas...
Testei novas cozinhas... rsrs...
Não tive a liberdade merecida, of course...
Mas, isso eu já sabia...
No entanto, até onde meus olhos alcançaram, fui livre... sonhei... respirei...
Meu espírito dançou livre e feliz... apesar das "amarras"... dos semblantes sombrios... das lamúrias...
Eu fui feliz ali... em todos aqueles momentos...
Foi uma felicidade buscada, trabalhada, consciente...
Pensei em não voltar...
Pensei, realmente, nessa possibilidade...
Mas, preciso vencer aqui...
Estou amadurecendo esse plano para o futuro...
Nem todos os dias foram com céu azul e sol brilhando...
Existiram também dias nublados, com garoa, chuva...
A diferença de lá e cá é que, mesmo nesses dias nublados, me sinto acolhida, protegida... e a felicidade permanece...
Aqui é diferente...
Tenho que me esforçar prá manter o "Astro-Rei" brilhando...
Tento manter a sanidade... rsrsr...
Nas minhas férias, houveram dias e noites com longas conversas...
Tão bom, isso... rsrsr...
Tão divertido...
Me faz tão bem...
Sinceramente, acho que a maior lição para quem vive "tsunamis" é viver no AQUI e no AGORA...
Eu não sei quando virá o próximo tsunami...
Não sei quando será a próxima onda gigante...
Não sei de quem virá a próxima rasteira...
Então, eu vivo com uma intensidade absurda os dias calmos... a minha paz de espírito... ao respirar a maresia... ao caminhar descalça...
Foi isso que 2012 me ensinou...

Bjus da